Endereço
Rua Conselheiro Cotegipe, 933
Belenzinho - Cep: 03058-000
São Paulo / SP -  Brasil
Fone/Fax
(11) 2693-0539 / 2693-7991
Facebook: Paroquia São Carlos Borromeu

 

 

 

Riscos de Quedas

 

 

Os jogadores? Sim, os jogadores caem muito, mas sabem proteger-se e têm musculatura e ossatura firmes e fortes.

As pessoas idosas? São as que mais caem e, nessa fase da vida, uma queda é causa importante de adoecimento e até mesmo de morte.
Assim, uma queda é bastante comum na velhice e um evento muito perigoso, acarretando muitas lesões.
As pessoas idosas, acima de 75 anos, que necessitam de ajuda para o autocuidado, têm chance de cair 14 vezes maior do que idosos da mesma idade totalmente independentes.
 
Cair é muito perigoso
Quando uma pessoa cai, pode ocorrer uma lesão, pode contundir um membro, torcer uma articulação, distender um músculo, sofrer um corte. Mesmo se não tenha uma dessas lesões, pode sentir dor por muito tempo.
A lesão pode ser bem mais séria, podendo ocorrer uma fratura: de braço, costela, fêmur, coluna, etc. Uma fratura pode levar a internação e uma fratura no fêmur poderá levar a uma grande cirurgia.
Após uma queda, a dor e o medo de cair novamente imobilizam o idoso, que restringe suas atividades e se isola em casa, deixando de fazer coisas que sempre fazia. A família fica receosa e começa a impedir o idoso de sair de casa. Por conta disso, o idoso fica mais imóvel e começa a atrofiar sua musculatura e a ficar cada vez mais fraco, principalmente nas pernas, aumentando a chance de cair. O isolamento por causa de uma queda leva a solidão, tristeza e depressão.
 
Fatores de risco de cair
Em geral, os idosos que caem têm maior comprometimento de saúde e de capacidade funcional. 
As causas de queda dos idosos saudáveis são diferentes das causas dos idosos mais comprometidos. As pessoas idosas mais fragilizadas caem, em geral, devido a problemas do andar e do equilíbrio, fraqueza muscular, tontura, visão e sequelas de doenças, como derrame, Parkinson, artrose, reumatismo etc. As pessoas idosas saudáveis caem, em geral, por serem muito ativas, ou por sofrerem quedas acidentais, como tropeçar, escorregar, trombar, pisar em falso e errar o passo. Outras causas que levam a quedas são os comportamentos de risco, como subir em cadeiras para pegar objetos, andar de chinelos, não acender a luz, não seguir a recomendação dos profissionais da saúde.
 
Causas de quedas em pessoas idosas
a) Mulheres caem mais que os homens, que têm musculatura mais forte;
b) Quanto maior a idade;
c) Baixa capacidade física, fraqueza muscular das pernas e nas mãos;
d) Se a maneira de caminhar for lenta, arrastando os pés no chão, o corpo inclinado para a frente;
e) Se o equilíbrio for comprometido, insegurança na hora de andar, não conseguindo ficar em uma perna só;
f) Problemas nos pés, como calos, joanetes, unha encravada, micose, adormecimento nos pés etc.;
g) Problemas de artrose ou reumatismo nos tornozelos, joelhos, quadril, ou coluna;
h) Problemas de visão como catarata, glaucoma, retinopatia diabética etc. impedem uma visão adequada na hora de andar e aumentam a chance de cair. Além disso, muitos idosos não usam óculos em todos os momentos;
i) Urina solta (incontinência urinária) é causa de quedas, a pessoa, para não fazer xixi na roupa, sai correndo sem nenhum cuidado e se acidenta;
j) Doenças como Parkinson, Derrames, Demência, etc. aumentam a chance de quedas;
k) Remédios tomados de forma errada (dose menor ou maior), ingeridos sem receita médica e remédios necessários que são abandonados pelo paciente;
l) Calmantes são extremamente perigosos e devem ser tomados de acordo com a receita médica;
m) Tratamento inadequado de doenças, principalmente pressão alta e diabetes, leva a complicações dessas doenças, com surgimento de alterações, que motivam quedas;
n) Falta de atenção, de concentração, afobação, desespero, tristeza, descuidado, ou devido a depressão, ou a ansiedade, aumentam o risco de quedas;
o) O ambiente doméstico, com tapetes, capachos e, ainda, carpetes soltos, rasgados ou com dobras. Um piso escorregadio, encerado, derrapante (piso molhado) também leva a quedas.
p) Fios soltos pelo chão, tacos soltos, móveis fora do lugar, móveis com rodinhas.
q) Iluminação ruim, principalmente à noite, são causas de quedas importantes;
r) As escadas são extremamente perigosas, ao subir e, principalmente, ao descer. Piora ainda mais não tendo corrimão, nem boa iluminação;
s) Objetos em locais altos, levando os idosos a subir em cadeiras ou escadas instáveis;
t) Cascas de frutas e folhas na rua ou em casa levam a escorregões;
u) Calçadas irregulares, com degraus, raízes de árvores, são causas importantes de quedas.
v) O medo que o idoso tem de cair deve ser combatido, pois leva a imobilidade e esta vai causar fraqueza de musculatura das pernas, atrofia muscular, perda do equilíbrio e novas quedas, mesmo dentro de casa, mesmo com um familiar do lado.
 
Importante
Idosos mais frágeis e dependentes caem com mais freqüência, sem mesmo existir um risco ambiental evidente, realizando as atividades rotineiras como a de andar. Idosos saudáveis e ativos caem menos, mesmo expondo-se mais aos riscos ambientais e a atividades mais perigosas, além de apresentarem comportamentos inadequados de risco.
 
Conclusões
Cair é um problema extremamente grave, tanto para a pessoa idosa, quanto para sua família e para toda a sociedade. Traz conseqüências sérias, mesmo se a lesão não for muito grave.
É preciso fazer muito exercício, para prevenir uma queda, com o objetivo de melhorar a força das pernas, ganhar mais musculatura e melhorar o equilíbrio. É muito importante impedir que qualquer pessoa que caia, deixe de se movimentar, por superproteção da família. Inatividade e imobilidade levam a novas quedas.
É necessário modificar todos os comportamentos inadequados, seguindo as orientações dos profissionais da saúde.
Também é necessário combater o medo de cair, com estratégias que dêem segurança e mostrando à família que não se pode restringir a possibilidade de vida ativa.

 

Cair, todo mundo cai, em todas as faixas etárias. Quais pessoas que caem mais?

As crianças? Sim, as crianças caem a todo momento, principalmente quando estão começando a andar. Mas, machuca-se pouco, porque: não são altas e o impacto é menor e também porque seus ossos são mais maleáveis.

2010 | Igreja São Carlos Borromeu -  Todos os direitos reservados | by IdeiaON